Direto da Sacristia
×
×

Arcebispo brasileiro é o novo Prefeito para os Institutos de Vida Consagrada

Postado em 04 Janeiro 2011por E. Marçal


Do boletim da Sala de Imprensa da Santa Sé

Renúncia e sucessão do Prefeito da Congregação dos
Institutos de Vida Consagrada e das Sociedades de Vida Apostólica

O Santo Padre acolheu a renúcia apresentada, por razão de idade, pelo Em.mo Cardeal Franc Rodé ao cargo de Prefeito da Congregação dos Institutos de Vida Consagrada e das Sociedades de Vida Apostólica e foi nomeado para sucedê-lo no mesmo dicastério o Ex.mo Dom João Braz de Aviz, até agora Arcebispo de Brasília.

S.E.R. Dom João Braz de Aviz

O novo Prefeito nasceu em Mafra, diocese de Joinville (Santa Catarina), em 24 abril 1947. Depois de haver frequentado os estudos filosóficos no Seminário Maior Rainha dos Apóstolos de Curitiba e na Faculdade de Palmas (Paraná), completou os estudos teológicos em Roma, na Pontificia Università Gregoriana, conseguindo a Licenciatura, e na Pontificia Università Lateranense, onde em 1992 foi laureado em Teologia Dogmática.

Ordenado sacerdote em 26 novembro 1972 e incardinado na diocese de Apucarana, desempenhou o próprio ministério como Pároco em diversas paróquias, como Reitor do Seminário Maior de Apucarana e de Londrina, e como Professor de Teologia Dogmática no Instituto Teológico Paulo VI em Londrina, entre outros encargos.

Em 06 abril 1994 foi eleito à sede titular de Flenucleta, como Auxiliar da Arquidiocese de Vitória (Espírito Santo), e recebeu a ordenação episcopal em 31 maio do mesmo ano. Transferido como Bispo de Ponta Grossa em 12 agosto 1998, promovido a Arcebispo de Maringá em 17 julho 2002, foi nomeado Arcebispo de Brasília em 28 janeiro 2004. Em maio do ano passado organizou o XVI Congresso Eucarístico Nacional, em coincidência com o 50º aniversário da cidade.

Dom João Braz é o novo e, agora, o único brasileiro a presidir um importante dicastério da Cúria Romana. Anteriormente chamada de Congregação para os Religiosos e Institutos seculares, a atual nomenclatura foi firmada pelo Papa João Paulo II na Constituição Apostólica Pastor Bonus em 28 junho 1988. Esse organismo da Santa Sé ocupa-se com tudo que diz respeito às ordens e congregações religiosas e à vida eremítica, em quanto a regime, disciplina, estudos, bens, direitos e privilégios. Alguns assuntos podem ser repostos à competências de outras Congregações, como quando um religioso deve perder o seu estado clerical, devido a alguma causa grave, pena que compete à Congregação para a Doutrina da Fé. Também é de responsabilidade desta Congregação sobre as associações de fiéis leigos erigidas com o a intenção de tornar-se Institutos de Vida Consagrada ou Sociedades de Vida Apostólica, como aconteceu ao ramo clerical dos Arautos do Evangelho, e sobre suas ordens terceiras seculares.

P.S.: S.E.R Dom João Braz de Aviz permanece até fevereiro como Administrador Apostólico da Arquidiocese de Brasília. Após isso, o Colégio dos Consultores deverá eleger um Administrador interino até que a Santa Sé publique a nomeação aprovada pelo Papa. Mais uma arquidiocese importante do Brasil está vacante e iniciam-se as expectativas de quem será o seu novo Ordinário.

Oremus.

Sugestões de artigos