Direto da Sacristia
×
×

Novo Arcebispo Primaz do Brasil

Postado em 12 Janeiro 2011por E. Marçal


Do boletim da Sala de Imprensa da Santa Sé

Dom Murilo Krieger sucede ao Cardeal Geraldo Majella Agnelo

O Santo Padre Bento XVI aceitou o pedido de renúncia ao governo pastoral da Arquidiocese de São Salvador da Bahia (Brasil) apresentada por Sua Em.cia Rev.ma o Senhor Cardeal Geraldo Magella Agnelo, em conformidade ao cânon 401 § 1 do Código de Direito Canônico.

Dom Murilo Krieger
Arcebispo nomeado de São Salvador da Bahia

O Papa nomeou Arcebispo Metropolitano de São Salvador da Bahia (Brasil) S.E.R. Dom Murilo Sebastião Ramos Krieger, professo da Congregação do Sagrado Coração, até agora Arcebispo de Florianópolis.

Desde 2008, quando completou 75 anos de idade, o Cardeal Majella aguardava a aceitação de seu pedido de renúncia. Até a posse do novo Arcebispo, ele governará a Arquidiocese Primaz e permanece como cardeal eleitor para um conclave nos próximos 3 anos.

S.E.R. Murilo Krieger tem 67 anos e nasceu em Brusque (Santa Catarina), no território pertencente à Arquidiocese de Florianópolis. Ingressou no seminário da Congregação do Sagrado Coração de Jesus, onde frequentou os estudos de primeiro e segundo graus. Completou os estudos de Filosofia no convento da Congregação em Brusque e os de Teologia em Taubaté. Licenciou-se em Espiritualidade em Roma.
Em 02 fevereiro 1967 emitiu a profissão perpétua na Congregação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus e em 07 dezembro 1969 recebeu a ordenação presbiteral. Entre outros cargos, foi vice-pároco em Taubaté, Reitor do Instituto Teológico Dehoniano naquela mesma cidade e Superior Provincial da Província brasileira meridional de sua Congregação.
Em 16 fevereiro 1985 foi eleito à sede titular de Lysinia, como Bispo auxiliar de Florianópolis; em 28 abril seguinte recebeu a sagração episcopal de S.E.R. Dom Alfonso Niehues, Arcebispo de Florianópolis, Dom Honorato Piazera, Bispo de Lages e do Cardeal Eusébio Oscar Scheid, então Bispo de São José dos Campos.
Em 08 maio 1991 foi nomeado Bispo de Ponta Grossa (Paraná – Brasil).
Em 07 maio 1997 foi transferido para o sólio da Arquidiocese de Maringá (Paraná), onde tomou posse em 11 julho seguinte.
Em 20 fevereiro 2002 foi nomeado Arcebispo Metropolitano de Florianópolis (Santa Catarina), onde recebeu em 2006 o Congresso Eucarístico Nacional.

Agora, governará a primeira diocese a ser criada no Brasil, com 3,5 milhões de almas, de 112 paróquias e 4 capelanias militares, residentes em 15 municípios. Para tanto, será auxiliado por S.E.R. Dom Gregório Paixão (o único auxiliar, depois da transferência dos outros dois), e seu báculo governará 250 padres (seculares e religiosos). Como prescreve o Cerimonial dos Bispos e as leis canônicas, ele deverá tão logo solicitar o pálio arquiepiscopal, mesmo já possuindo um de seu governo em Florianópolis, o qual deverá ser-lhe imposto pelo Romano Pontífice na Basílica Vaticana, na Missa da Solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo. Por ocupar a sede primaz do Brasil e, sendo esta há tempos sede cardinalícia, provavelmente o novo Arcebispo terá seu nome elencado entre os novos cardeais do próprio consistório convocado pelo Santo Padre.

Ultimamente, o Papa Bento XVI tem causado surpresa em suas nomeações episcopais. Esta não é a primeira vez que é aguardado um nome e outro é nomeado para algum cargo. Há tempos que era comentado o nome de um arcebispo brasileiro que fora bispo auxiliar de Salvador…

Basílica São Salvador – Bahia
Catedral da Arquidiocese de São Salvador da Bahia
Primacial do Brasil


A posse canônica ocorrerá no dia 25 março próximo, Solenidade da Anunciação do Senhor, na Catedral-Basílica Primacial de São Salvador.

Sugestões de artigos