Direto da Sacristia
×
×

Fim do caso Arautos-Sucumbíos

Postado em 27 Maio 2011por E. Marçal

Primeiro é confiada a eles uma alta missão, talvez a maior em sua década de aprovação pontifícia. Tal decisão veio do Palácio da Evangelização dos Povos, no Vaticano. Continuaram a reforma da catedral e passaram a administrar os sacramentos como nunca aquele povo havia visto. Mas, agora, pela linha doutrino-teológica assumida por eles, a missão chega ao fim.

Após tantas discussões e polêmicas, chegou-se ao fim a permanência dos Arautos do Evangelho no Vicariato de San Miguel de Sucumbíos, Equador. A decisão foi tomada pela Conferência Episcopal Equatoriana em vista dos problemas ocasionados por uma parte da população que reclamava do rumo que tomou a evangelização no Vicariato, antes sob os carmelitas descalços por 40 anos.

Para quem se pergunta o porquê da nomeação de um carisma tão diferente dos religiosos carmelitas, isso só pode ser respondido pelo hoje Prefeito emérito da Congregação para a Evangelização dos Povos, o Em.mo Cardeal Ivan Dias. Ele não designou por acaso os Arautos para o Vicariato, exigindo até que o Ex.mo Vigário Apostólico fixasse residência em território fora de Sucumbíos. Contudo, pelo visto o Vaticano mais uma vez acredita que fará maior bem usando de diplomacia para acalmar os ânimos, e nomeará sacerdotes diocesanos para o governo do agora vicariato vacante.

Dizem que, apesar disso, muitos católicos do lugar ainda protestaram contra a saída de seus até então evangelizadores.

Rezemos.

Sugestões de artigos