'

Categorias | Blog

Resgate dos artigos antigos

Postado em 05 maio 2012 by E. Marçal

Finalmente foram recuperados os artigos antigos, que estavam no antigo endereço do “Direto da Sacristia”, hoje desativado, no Blogger. E não apenas os títulos – como estavam listados neste novo endereço, mas todo o conteúdo em imagens e textos, e na data original.

Ademais, pedimos desculpas aos assinantes de nosso boletim (newsletter) que, certamente, agora estão com as caixas de entradas de seus e-mails lotadas com o envio da notificação desses artigos antigos como se eles tivessem sido postados hoje.

A partir de agora, nossos leitores terão acesso pleno ao nosso conteúdo publicado nesses 21 meses.

Aguardem. O Blog ainda está em ajustes (embora que lentos, reconhecemos); mas, faremos o possível para aplicar todos os nossos planos para ele.

Agradecemos a compreensão.

Obs.: Os artigos recuperados do antigo endereço ainda estão com uma formatação confusa, devido à transferência. Pedimos compreensão e paciência para a devida correção, que aos poucos é executada.

Votos pascais

Postado em 29 abril 2012 by E. Marçal

Ao menos para nós cristãos ainda é Páscoa. E por isso que não me lamento tanto pelo considerável atraso com que publico agora as felicitações pascais do “Direto da Sacristia”. Esse é o primeiro motivo: ainda não terminou o Tempo Pascal. Em segundo lugar foi a demora em concluir a gravação; e contra isso surgiram algumas dificuldades nas quatro tentativas que fiz nessas últimas semanas:

Escolhida a fachada da Igreja e do Mosteiro de São Bento em Olinda para figurar como plano de fundo do vídeo, inicialmente eu pensei que a iluminação solar vespertina projetada sobre a mesma fachada era ideal – sombra para mim e luz para o plano de fundo. Contudo, nas 3 vezes que tentei gravar, eu nunca conseguia gravar tudo a tempo, e o sol ia embora mais uma vez. E sem falar na memorização do que eu tinha que falar (eu não tenho um contra-regra apresentando o texto atrás da câmera); e na dicção, que nem sempre era boa; e no vento contra o microfone da câmera (algo que ainda poderá ser confirmado no vídeo a seguir); os simples transeuntes no pátio externo do Mosteiro (que é bem movimentado) ou até mesmo os curiosos que passavam e pensavam que eu era algum repórter de algum grande canal de televisão (o tripé e a câmera HD ajudaram nessa ideia que possivelmente tiveram), e acabavam inibindo este seminarista que lhes fala… Mas, por alguns desses motivos, acho que mereço compreensão por tentar (pela terceira vez) inovar no Blog e gravar um vídeo, e nem ter preparo profissional para isso. Quem sabe se um dia eu não terei, e vocês são pacientes espectadores meus?!

A grande novidade deste vídeo é a participação de Dom Fernando Saburido, Arcebispo de Olinda e Recife, que já conhecia o Blog e de imediato aceitou em nos dirigir algumas palavras sobre este grande tempo que vivemos por mais algumas semanas adiante. Inseri o seu vídeo dentro do que eu gravei, onde contraponho o significado da Páscoa com, como já conhecemos, os erros de alguns magistrados do Rio Grande do Sul e, o mais grave, do que foi decidido há poucas semanas no Supremo Tribunal Federal.

 

Eis o texto:

 

Surrexit Christus, spes mea!

Igreja e Mosteiro de São Bento, em Olinda, Pernambuco.

As duas atuais construções datam do século 17 e foram construídas no mesmo lugar onde existiam as anteriores, destruídas pelo ódio dos holandeses. Portanto, o que vemos é um marco, dentre tantos, deixados pelos portugueses que aqui plantaram a fé católica. Somam àquela igreja e ao mosteiro centenas de monumentos, ruas, praças, estabelecimentos, instituições e outros que receberam nome de santos católicos ou termos alusivos à nossa fé. E assim, com poucos mais de 500 anos de cristianismo no Brasil, um quarto da história da Igreja, nos orgulhamos de sermos – segundo dizem – o mais país católico do mundo.

Se estes dados já não correspondiam com tanta veracidade ao exercício autêntico e frequente da fé dos brasileiros católicos, no que depende do esforço de alguns, logo, logo serão extintos até mesmo os mínimos sinais cristãos que permeiam a nossa vida cotidiana.

Há algumas semanas, assistimos com perplexidade como alguns magistrados do Rio Grande do Sul viram como uma ofensa à pretensa laicidade do Estado defendida por eles. Exigiram a retirada dos crucifixos dos tribunais de justiça gaúchos. E conseguiram isso. Bom, até que outros consigam a desconstituição de ato administrativo junto ao Conselho Nacional de Justiça. Desse modo, com atitudes como esta, querem acabar com a história e o legado brasileiros. Sim, pois, como falei no artigo “A Terra de Vera Cruz”, quer acabar com um povo? Acabe com seus símbolos. Mas, há quem diga: ter crucifixo ou outros símbolos cristãos em locais públicos, é dar preferência a um credo religioso. Que me desculpem os que não são católicos, mas aqui primeiro não chegaram aqui judeus e construíram uma sinagoga, aqui não chegaram por primeiro muçulmanos e prestaram culto a Alá, nem pastor algum, nem adepto de religião afro-brasileira, nem budista, nem xintoísta, nem pele-vermelha, nem adorador de Satã, nem muito menos algum ateu e prestou culto à razão. Chegaram por primeiro – como todos nós sabemos!, navegadores portugueses que trouxeram consigo sacerdotes católicos, que aqui fincaram uma cruz, aqui rezaram missa, e aqui difundiram a fé católica, que desde sempre esteve presente na história brasileira e por isso nunca poderá ser esquecida ou perder o seu valor.

E o que dizer de tentar excluir também a frase “Deus seja louvado” das cédulas do Real?! O Estado é laico! Sim, mas não é antirreligioso ou anticlerical.

E agora, nesses últimos dias, que não são os últimos, contudo, de permitir no Brasil tudo o que contraria não só nossa doutrina cristã, mas até mesmo os direitos fundamentais humanos, nesses últimos dias, o Supremo Tribunal Federal, com o voto de 8 ministros dos 11 que compõem a Casa, definiram como penalmente imputável o aborto de fetos diagnosticados como anencéfalos. Quantas crianças não verão a luz da vida! Quantas não terão direito até a respirar, porque não atenderão aos conceitos e às expectativas de estética de uma sociedade secularizada e de pais que não amam seus filhos pelo próprio fato de serem seus. Mesmo diante dos possíveis argumentos sobre a saúde psicológica e corporal da mãe, nada justifica abortar, porque Deus não colocou nenhuma exceção ao mandamento “Não matarás”. Não sei para onde estamos indo, quando vivemos com leis que punem – com razão – quem maltrata animais, mas absolvem quem mata seres humanos segundo as mesmas razões do câncer nazista: eugenia!

Mas Cristo ressuscitado, vencedor naquela cruz, está conosco. É Páscoa, triunfo da vida sobre o poder do inferno. Nesse espírito, ouçamos a mensagem do Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido.

O que nos resta a nossa consciência cristã para não acolhermos leis que desafiam a lei eterna, mesmo sabendo que ainda poderão vir mais como essas decisões de ímpios e estultos magistrados. Agradecemos ao voto dos ministros Cezar Peluso e Ricardo Lewandowski, que se pronunciaram aquém de qualquer ideologia, mas pela defesa incondicional da vida.

Podem tirar-nos os crucifixos, a liberdade religiosa, o direito à vida; podem até mesmo nos tirarem esta vida, como aconteceu a tantas testemunhas de Cristo. Mas, nunca irão nos arrancar a fé e a esperança na justiça divina, porque sabemos que uma outra vida, superior em tudo a esta, nos espera, não por meio de decretos injustos, mas com o alto preço de um Preciosíssimo Sangue, na espera que logo mais não haverá mais uma Cidade de Deus e uma Cidade dos Homens, mas uma só, onde Cristo será tudo em todos.

Feliz Páscoa!

Continuem acompanhando-nos em nossa página no Facebook, no Twitter e, finalmente, no www.diretodasacristia.com

Direto da Sacristia. Porque a beleza da Igreja ensina!

Categorias | Blog, Destaque, Vídeo Blog

Tags |

Novo “Direto da Sacristia”

Postado em 09 janeiro 2012 by E. Marçal

 

No dia que a Igreja no Brasil celebra a manifestação da divindade de Nosso Senhor a todos os povos, finalmente, mesmo ainda não estando tudo pronto, inauguramos hoje a nova página do blog “Direto da Sacristia” – tal como uma igreja que é dedicada antes do término de sua construção. Sua aparência foi melhorada e mais pessoas farão parte de nosso coetus, entre outras novidades que aos poucos serão anunciadas.

O projeto inicial era que esse lançamento acontecesse no Dia de Natal. Contudo, nem sempre nossos planos acontecem como desejamos. Mesmo assim, esse atraso não diminuiu a nossa alegria e espectativa que hoje transborda.

Não conseguimos isso sozinhos. E nem queríamos que assim acontecesse. Mas sim, várias pessoas contribuíram para que esses nossos planos se concretizassem aos poucos – entre elas, leigos e padres. Ainda assim, acreditamos que tudo isso, tanto o nosso trabalho, quanto a ajuda que recebemos, foram frutos da bondade e do auxílio de Deus, a Quem mais uma vez confiamos este nosso apostolado, em comunhão a todas as pessoas de boa vontade que fazem o mesmo para a difusão do ensinamento e da beleza da Santa Madre Igreja.

Agradecemos a todos que, em meio ao suspense de uma semana, aguardaram e hoje percebem que a “surpresa” não tem nada de estrondoso e extraordinário, mas é algo simples que nos custou muito e que suas orações e seu apoio nos estimularam a levar tudo isso adiante.

Consagramos este serviço à Onipotência Suplicante, a fim de que, intercedendo ao seu Filho, possamos diminuir e Ele aparecer em Seu ensinamento e na beleza de Sua Igreja.

Ora pro nobis, Sancta Dei Genitrix!

Começaremos a atualizar o Blog com a frequência que exige os acontecimentos. Mas, tenham paciência: muita coisa ainda é nova para nós. Deus nos abençoe!