Direto da Sacristia
×
×

Exercícios espirituais para o Papa e a Cúria Romana

Postado em 13 Março 2011por E. Marçal

Do boletim da Sala de Imprensa da Santa Sé


Bento XVI e seus colaboradores rezam e meditam
na Redemptoris Mater



Tiveram início às 18h (de Roma) de hoje, na Pontifícia Capela Redemptoris Mater, no Palácio Apostólico, os exercícios espirituais da Quaresma, nos quais tomam parte o Santo Padre Bento XVI e membros da Cúria Romana.

O carmelita francês, Pe. François-Maria Léthel,
pregador dos exercícios espirituais deste ano

As meditações sobre o tema “A luz de Cristo no coração da Igreja – João Paulo II e a Teologia dos Santos” serão ditas pelo Rev.do Pe. François-Marie Léthel, da Ordem dos Carmelitas Descalços, professor de Teologia Espiritual na Pontifícia Faculdade Teológica Teresianum e Prelado da Pontifícia Academia de Teologia. Além de tratar de assuntos referentes ao fecundo tempo quaresmal, ele há de preparar os presentes nos exercícios para a beatificação do predecessor de Bento XVI.

O Cardeal Giacomo Biffi,
Arcebispo emérito de Bolonha,
prega os exercícios espirituais na sua edição de 2007

Eis a programação que acontece até a manhã da Solenidade do Esposo da Virgem Maria, dia 19 março:

Domingo, 13 março: 18h: Exposição solene da Santíssima Eucaristia, Ofício de Completas, meditação introdutória, adoração e bênção eucarísticas.

Em todos os dias seguintes: Recitação do Ofício de Laudes, meditação. 10h15: Recitação da Hora Tércia, meditação. 17h: meditação. 17h45: Recitação do Ofício de Vésperas, adoração e bênção eucarísticas.

Sábado, 19 março: 9h: Recitação do Ofício de Laudes e meditação conclusiva.

O Santo Padre Bento XVI dirige palavras aos presentes
ao fim dos exercícios espirituais

Como é possível perceber, o retiro vaticano baseia-se em várias meditações sobre o tema proposto. No ano passado, S.E.R. Mons. Enrico dal Covolo, posteriormente nomeado Magnífico Reitor da Laterenense e sagrado bispo pelo Papa, ministrou 17 conferências curtas sobre “Lições de Deus e da Igreja sobre a vocação sacerdotal”. Durante os exercícios espirituais, o Santo Padre permanece recluso, com seus secretários, numa sala à esquerda do altar, onde é possível acompanhar as meditações do pregador, como também participar das adorações eucarísticas. No curso desta semana, todas as audiências papais estão suspensas, incluindo a audiência-geral da quarta-feira, 16 março.

A tradição da pregação de um retiro no Vaticano no período quaresmal iniciou-se em 1929.


A Capela Redemtoris Mater situa-se no coração do Palácio Apostólico do Vaticano. Anteriormente conhecida como “Matilde”, sua restruturação e nova decoração deve-se à soma de dinheiro doada pelo Colégio Cardinalício ao Venerável Papa João Paulo II, por ocasião do áureo jubileu de seu ordenação sacerdotal. Aos cuidados do Departamento das Celebrações do Sumo Pontífice, administrado pelo então Pe. Piero Marini, a Capela foi decorada com iconografia oriental para imortalizar Roma como o local de encontro das liturgias orientais, como aconteceu no Ano Mariano 1987-1988. O então Mestre das Celebrações Pontifícias, hoje Arcebispo Piero Marini, na época definiu a estrutura e arte presentes na Capela como sinais para o exercício do ministério litúrgico e da doutrina apostólica do Romano Pontífice, opinião que não é acolhida por muitos, devido ao modo litúrgico de como o referido Arcebispo tratou-se de mostrar isto. Contudo, aos poucos, a Capela tem ganhado um sentido mais ortodoxo (no sentido original da palavra) com, por exemplo, a mudança do altar com a mesa quadrada, para um em forma retangular como é possível ver hoje.

A anunciação do Anjo a Virgem Maria
Um dos mosaicos presentes nas paredes da Redemptoris Mater


Reproduções gráficas dos ícones presentes na Capela são hoje comumente usadas nos livretos impressos para as celebrações pontifícias.

Imagens do retiro pregado no ano passado:

http://www.youtube.com/get_player

Sugestões de artigos