Direto da Sacristia
×
×

Sem exumação

Postado em 29 Abril 2011por E. Marçal

Com informações da agência G1 e da Gaudium Press


Detalhes sobre a beatificação de João Paulo II


Funcionários do Vaticano erguem do túmulo o ataúde
sob os olhares curiosos de cardeais, bispos e leigos

Foi retirado do túmulo às 9h (de Roma) desta sexta-feira, dia 29, o ataúde com os restos mortais do Venerável Papa João Paulo II. Seguidamente, foi posto coberto em frente ao altar da Confissão de São Pedro (altar-mor da Basílica Vaticana)

Devido ao curto tempo desde seu falecimento, seu corpo não será exumado para a beatificação no próximo domingo, dia 01 de maio.

O secretário pessoal de João Paulo II, hoje Cardeal de Cracóvia,
vela o rosto do Pontífice, segundo o costume das exéquias pontifícias,
sob a atenção do Arcebispo Piero Marini

Após a Santa Missa com o rito de beatificação do Venerável, o Santo Padre e os concelebrantes ingressarão na Basílica de São Pedro para a veneração dos restos mortais do novo Beato. Após eles, será permitido o acesso aos demais, que durará o tempo que for necessário.

O Papa Bento XVI reza diante do túmulo

Durante o canto do Gloria, após a leitura do decreto de beaticação, será exposta no altar a relíquia do sangue de João Paulo II, recolhido para uma eventual transfusão sanguínea em uma de suas internações hospitalares. Na realidade, todo o sangue recolhido foi distribuído em 4 ampolas: duas permaneceram custodiadas pelo Cardeal de Cracóvia e duas, com as Irmãs do Hospital Menino Jesus, especializado em hemotransfusão. Um relicário será usado durante a beatificação, outro será guardado com outras importantes relíquias no “Sacrário” do Departamento das Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice, outro será entregue novamente às Irmãs do Gesù Bambino, e o quarto – acreditamos por dedução, pois não foi dito – será dado ao Cardeal de Cracóvia.

S.E.R. Dom José Cardoso Sobrinho, Arcebispo emérito de Olinda e Recife, viajou na última segunda-feira a Roma para a cerimônia de beatificação. Ele foi sagrado bispo pelo Venerável Papa em 29 maio 1979 na Basílica Vaticana.

Sobre o culto ao Papa João Paulo II, confira aqui.

Sugestões de artigos