Direto da Sacristia
×
×

Et antiquum documentum Novo cedat ritui

Postado em 25 Março 2011por E. Marçal

Ofício do dia: Solenidade da Anunciação do Senhor


E o Antigo deu lugar ao Novo




Entrou, portanto, o Filho de Deus neste mundo tão pequeno,
descendo do trono celeste, mas sem deixar a glória do Pai;
é gerado e nasce de modo totalmente novo.
De modo novo porque,
sendo invisível em Si mesmo, torna-Se visível como nós;
incompreensível, quis ser compreendido;
existindo antes dos tempos, começou a existir no tempo.
O Senhor do universo assume a condição de escravo,
envolvendo em sombra a imensidão de Sua majestade;
o Deus impassível não recusou ser homem passível,
o Imortal submeteu-Se às leis da morte.

Aquele que é verdadeiro Deus, é também verdadeiro homem;
e nesta unidade nada há de falso,
porque n´Ele é perfeita respectivamente
tanto a humanidade do homem como a grandeza de Deus.

Nem Deus sofre mudança com esta condescendência da Sua misericórdia
nem o homem é destruído com Sua elevação a tão alta dignidade.
Cada natureza realiza, em comunhão com a outra, aquilo que Lhe é próprio:
o Verbo realiza o que é próprio do Verbo,
e a carne realiza o que é próprio da carne.

Das cartas de São Leão Magno

Sugestões de artigos